QUEM PESQUISA SEMPRE ENCONTRA!!!

Carregando...

terça-feira, 22 de junho de 2010

Meio ambiente, Sustentabilidade e... Consumismo?

Fala-se muito atualmente em consumismo, em como isto afeta diretamente o meio ambiente, além de acabar com os recursos finitos naturais do mundo, degradando cada vez mais a natureza. Mas o que exatamente é o consumismo, e de que modo isso nos afeta tão intensamente?

CONSUMISMO: ato de consumir indiscriminadamente, ou seja, comprar mesmo sem precisar e sem levar em conta as consequências do consumo.

O consumismo surgiu durante a revolução industrial, quando surgiram novas tecnologias e consequentemente, novos produtos. A população, a partir de então, só vem reforçando a necessidade de comprar coisas que não se precisa.
A concequência de todo esse consumo é simples: a mudança e a destruição do meio ambiente. Os recursos naturais passam a ser utilizados para produzir cada vez mais, poluindo ainda mais o meio ambiente.
Os recursos naturais do mundo são todos finitos. Portanto, usá-los em abundância não deveria ser um luxo no qual o ser humano poderia lidar. Mas o egoismo humano, que nos faz pensar apenas em nós mesmo, acaba pouco à pouco com eles, já que a nossa necessidade de consumo parece ser mais importante que o futuro do mundo que vivemos.
Em pouco tempo, os recursos que usamos vão acabar, e o ser humano terá de lidar com as consequências de seus atos impulsivos. Para evitar um desastre ainda maior, as mudanças devem começar desde já.
Como podemos mudar? Acabar com o consumismo significa mudar drasticamente a forma como a sociedade pensa e age. Os valores humanos deveriam ser repensados e reavaliados, para propor uma sociedade onde o tipo de grife de roupa que você usa e o carro que você dirige, por exemplo, não faça diferença, e que apenas o bem estar de todos conte.
Basicamente, esse tipo de mudança parece impossível, uma vez que o ser humano é, atualmente, egocêntrico e pensa somente no seu próprio bem estar. O vídeo abaixo mostra uma representação humorística da humanidade atual:

video

É claro que nem todos são consumidores ao extremo como o vídeo nos mostra, mas os valores gerais hoje valorizados são exatamente aqueles: a imagem diante da sociedade, a aparência, e os bens materiais.

Todos esses valores são muito apoiados pela mídia (comerciais, propagandas, etc) que, para vender seu produto, transmitem a ideia de que aquilo é essencial.

A mídia muitas vezes transmite uma ideia que nem sempre é real: que o produto anunciado é uma necessidade, quando na verdade é apenas um luxo.

Se deixássemos de lado todos os nossos luxos e passássemos a pensar no bem comum, e não no nosso apenas, talvez o mundo não estaria no seu estado atual.

Como convencer a população mundial de que seus valores são errados e conscientizá-los sobre os problemas mundiais é muito complicado, propomos que cada um comece fazendo a sua parte.

Como? Como mudar, sozinho, todos os problemas mundiais? Difícil, mas não impossível. Se todos fizerem sua parte, pouco à pouco os problemas mundiais serão amenizados. Com o consumo conciente, podemos então fazer a diferença:

Repensar: Refletir sobre seus atos, pensando mais sobre a consequência que isso vai causar ao mundo.

Reduzir: Consumir apenas o necessário, evitando o desperdício.

Reutilizar: Aumentar a vida útil dos materiais, escolher produtos com maior durabilidade e evitar o desperdício usando os dois lados do papel, por exemplo.

Reciclar: Separar materiais recicláveis (como papel, plástico, metal, etc) para que eles possam ser reutilizados.

Assim, com algumas mudanças no nosso cotidiano, podemos evitar o consumismo e promover um modo de vida melhor e mais saudável para todos.

Um comentário: